domingo, 25 de julho de 2010

Fazendo amigos pelo mundo




Nossa, tem tanto tempo que não escrevo no blog que nem sei por onde começar...
Acho que vou começar dizendo que domingo passado completei 3 meses a bordo. O tempo passou tão rápido e ao mesmo tempo tenho a impressão que não, que já estou aqui há décadas! A mãe disse que parecem anos!!
Tantas coisas aconteceram nesse tempo. Já conheci muita gente, fui a muitos lugares lindos, vivi coisas maravilhosas, gostosas... já troquei 3 vezes de cabine, encontrei amigos e reencontrei outros. Por falar nesses amigos que reencontrei, quero contar algumas coisas em particular.
Semana passada fui a Firenze depois de 2 anos. Fui ao Istituto Michelangelo, onde estudei em 2008 e reencontrei alguns professores. Também tentei ver os meus “pais” italianos, mas eles pareciam estar de férias. Mas o maior acontecimento foi ter reencontrado a Lyne. Lyne é canadense, nascida em Quebec, mas mora em Toronto. Eu a conheci no curso de historia da arte, em Firenze, há dois anos. No final daquele ano ela acabou convidando minha irmã pra morar com ela em Toronto e assim foi por 8 meses!! Ano passado nos revemos no Canadá!
Esse ano, embora tivesse dito pra ela que ia tentar ir a Firenze na quinta passada pra revê-la, ela não recebeu o email. Fui ate a escola onde ela esta estudando agora e fiquei parada na porta esperando. O resultado foi uma grande surpresa pra ela, seguida de um grito e um “I can`t beliiiiiiiiiiiiieve!!!! Almoçamos juntas, eu, ela e seu irmão, que estava viajando com ela.
Terça passada foi a vez de reencontrar uma outra pessoa que conheci em Toronto: a Eppie; australiana que trabalhava com minha irma em Toronto. Ela veio pra uma conferencia de neurologia em Nápoles e passamos algumas horas juntas, almoçamos no restaurante onde foi criada a pizza margherita, caminhamos um pouco, tomamos uma granita pra ver se refrescava um pouco do calor escaldante de Nápoles e depois ela me acompanhou ate o navio.
Ah! Também reencontrei o Nando, que trabalhava no navio conosco, mas estava de férias na casa de seus sogros em Nápoles. Comemos num restaurante super simples, com apenas 2 opções de pizza: marinara e margherita. Esse restaurante é tipicamente napolitano, porém tem estado agora cheio de turistas porque foi mencionado no livro “Comer, rezar, amar” e vai ficar ainda mais quando estrear no cinema o filme homônimo com Julia Roberts como protagonista.
Ainda não comecei a contar os dias pra ir pra casa como boa parte das pessoas que trabalham aqui. Acho que quando chegar mais perto do fim do contrato vai ficar mais difícil e a ansiedade pra voltar pra casa vai aumentar. Por enquanto esta tudo sob controle. Certamente isso se deve aos meus amigos, principalmente aqueles que trabalham comigo, pois é com eles que passo a maior parte do tempo. Miguelito, Caroline, Walter e Bela (essa infelizmente foi pra casa domingo passado...) são meus queridos amigos aqui, com quem trabalho todos os dias. Mas também nos divertimos muito!!! Vamos tomar umas no back deck ou no High Notes, jantamos no Portofino (restaurante chique do navio), vamos a praia, fazemos os tours, fazemos wine & cheese festas quase todos os sábados (nossas festas são chiquérrimas, pois regadas a vinho italiano e/ou francês, assim como acompanhadas de queijos deliciosos!!). No outro dia ninguém da conta de nada!! A gente vende tour com transfer pro aeroporto com chegada depois do horário do vôo, mas e daí?!?!?! O guest ta indo pra casa e ninguém vai vir no desk reclamar!!!kkkkkkkk
Não posso deixar de mencionar também a companhia dos meus paisanos que certamente fazem dessa experiência aqui ainda mais especial, pois com eles posso falar português, conversar sobre coisas que só nos entendemos, e é na companhia deles que me sinto mais próxima de casa... Por falar nisso, estamos agitando uma festa brazuca. Se sair, depois conto tudo!!!
E por enquanto é só!!
Bjos com saudades!